Condomínio Península: o queridinho da Barra da Tijuca

 

O que quer dizer Península?

Península é uma formação geológica, consistindo de uma extensão de terra cercada de água por quase todos os lados, com exceção da porção que a liga com a região maior, designada istmo.

Vamos falar um pouco sobre este Condomínio, que também é conhecido como sub-bairro da Barra da Tijuca?

PAISAGISMO CONTEMPORÂNEO NO BRASIL: FERNANDO CHACEL E O CONCEITO DE ECOGÊNESE

Quem foi Fernando Chacel – Península?

Fernando Chacel foi um prestigiado paisagista brasileiro. Juntamente com Rosa Kliass, fundou a Associação Brasileira de Arquitetos Paisagistas (ABAP).

Fernando Magalhães Chacel nasceu em 5 de abril de 1931, no Rio de Janeiro. Até definir-se como arquiteto paisagista, trilhou vários caminhos profissionais, sempre inclinado ao mundo das artes. Ele próprio se definia como “alguém que age e trabalha com base na sensibilidade e intuição”. Em 1948, ingressou na Escola Nacional de Belas Artes, depois se transferindo para o curso de Arquitetura. Nessa época, tocava acordeão nas noites cariocas. Em dado momento, Chacel viu-se dividido entre a arquitetura e a música, até o dia em que, em 1952, conheceu Burle Marx e trabalhou como estagiário em seu atelier.

Foi de extremo valor esse período na carreira de Chacel, quando resolveu ser arquiteto paisagista: os dois anos com Burle Marx permitiram-no aprender “o ofício de paisagista, por pensamentos, palavras e obras”.

O que é o conceito de Ecogênese e como ele entra na Península?

A ecogênese é a reconstituição de ecossistemas parcialmente ou totalmente degradados, valendo-se de uma re-interpretação do ecossistema por meio do replantio de espécies vegetais autóctones. É um trabalho de equipe multidisciplinar, envolvendo profissionais de botânica, biologia, zoologia, geografia, entre outros, além do arquiteto paisagista. A ecogênese prima pela reconstrução de paisagens que já sofreram profundas modificações em sua estrutura, valendo-se de elementos vegetais autóctones, provenientes de todos os estratos, e recompondo suas associações originais ou seja é a originação de novas formas pela influência do ambiente.

Além de todas a reconstrução da fauna e flora do ecosistema da região, podemos também apreciar as mais belas esculturas, além dos lagos e bancos e espaços recreativos, tornando assim um ambiente único e inigualável.

Com uma área de lazer de incrível, entre elas encontramos: o Green Park, o Chafariz Green Park, o Lagoon Park, o Jardim das Esculturas e o Jardim Zen – contando também com o Shopping Península Open Mall, que oferece os mais variados serviços de restaurantes, padarias, laboratórios, cursos etc.

Green Park do Condomínio Península


Como o próprio nome já sugere, é um lindo e amplo espaço verde, onde você pode caminhar, relaxar, ler, ouvir uma música com segurança e exclusividade.

Chafariz Green Park do Condomínio Península


Às vezes chamado somente de “fonte”, é uma construção, ornamental ou não, provida de uma ou mais bicas, de onde jorra água potável. Normalmente, encontra-se em local aberto à visitação pública, como praças e jardins. Pode ser erigido [sugestão: trocar erigido por construído / arquitetado / erguido – são todos sinônimos, mas acho que fica mais acessível ao leitor! Erigido é uma palavra que nem todo mundo conhece, daí pode acontecer de o leitor interromper a leitura do post para procurar o significado] com diversos propósitos, entre eles: manter a umidade do ar, saciar a sede, servir de ornamento ou decoração.

Laggon Park do Condomínio Península


Um espaço especial principalmente para levar os pequenos, com árvores frutíferas e baixinhas que fazem o maior sucesso, além de quadra de tênis, golf e banheiros.

Jardim das Esculturas do Condomínio Península

 


A implantação da Península foi feita com a ornamentação permanente de uma espécie de “museu a céu aberto”, com esculturas de Franz Weissmann, Gerchman, Caciporé Torres, Sônia Eblin, Ascânio MMM, Emmanuel Araujo e Mário Agostinelli, localizado entre os parques ecológicos, dentro da região administrativa.

Espaço Zen do Península

Um lindo espaço dentro do condomínio para prática de relaxamento, como: meditação, yoga, alongamento. Espaço ideal para criar uma atmosfera confortável e se desligar do mundo.

Localização do Condomínio Península

Próximo ao Fórum Regional da Barra da Tijuca, Shopping Village Mall, Barra Shopping, Casa Shopping, Via Parque Shopping, Hipermercado Carrefour, Maternidade Leila Diniz, Hospital Municipal Lourenço Jorge, Hospital Vitória Unidade Barra da Tijuca, Hospital Unimed-Rio, Hospital Barra D’Or.

Diferenciais do Condomínio Península

Um bairro planejado pelo ambientalista, arquiteto e paisagista Fernando Chacel, um dos nomes mais respeitados da geração posterior a Roberto Burle Marx, a Barra da Tijuca é uma área de excelência natural. No Brasil, a ecogênese já conquistou prêmios, entre eles, o “Prêmio ADEMI-Rio Máster Imobiliário 2005”, na Categoria Desenvolvimento Urbano e o Prêmio FIABCI Máster Imobiliário Nacional 2006”, na Categoria Desenvolvimento Urbano. Também é importante mencionar que o Condomínio da Península foi sede do evento da “Casa Cor 2013”, que aconteceu, pela primeira vez, fora da Zona Sul no Rio de Janeiro.
O Condomínio ocupa a área de 780 mil metros quadrados, o que é equivalente ao bairro do Leblon na Zona Sul. Tem uma população estimada de 28.000 pessoas, com uma baixa taxa de ocupação do terreno, de maneira que apenas 8% da área é edificada.
A região passou a ficar conhecida devido a sua importância prática para o estudo da urbanização moderna na arquitetura brasileira, com o conceito de desenvolvimento sustentável, atualmente em estudo em cursos de arquitetura.
Além de qualidade de vida, baixo índice de criminalidade, segurança 24hs, e o privilégio da deslumbrante vista cinematográfica das lagoas, para aqueles que escolhem morar em uma cobertura na Barra da Tijuca.